Antes de tudo, você sabe o que é homeschooling?

Esse é o termo em inglês, em português seria ensino doméstico. Essa modalidade de ensino consiste em oferecer em casa a educação que a criança teria na escola seguindo rotinas e metodologias específicas para ela.

A ideia vem se tornando cada vez mais popular no mundo e o Brasil não ficou de fora, mas ainda é algo tão polêmico para nossa sociedade que divide a opinião de especialistas sobre o assunto.

A ideia de educar o filho em casa é quase tabu, então está na hora de falar sobre alguns pré-conceitos que perseguem essa categoria de ensino.

“A criança não vai se socializar”

Opa papai, como assim?

Acredita-se que para a criança aprender a socializar com outras pessoas e desenvolver suas habilidades afetivas ela deve ir à escola. Não é errado pensar dessa maneira (já que somos educados há séculos de para acreditar que esta é a “correta”) tampouco é certo pensar assim.

Essa frase é usada normalmente pelos que são contra essa ideia, tanto especialistas quanto pais e educadores. 

menina sozinha

Acontece que a escola não é o único lugar onde a criança pode conhecer outras da sua idade e fazer amigos, em todas as cidades podemos encontrar parques, praças e áreas de recreação (como as dos shoppings) onde as crianças podem ser levadas para se divertirem e conhecer novos amiguinhos.

A prática de ter grupos com pais e responsáveis trocando ideias frequentemente sobre a criação dos pequenos é muito saudável na hora de marcar encontros, além de promover amizades e aprendizados para pais e filhos.

A frase usada como título desse tópico só se torna uma sentença verdadeira se os pais ou responsáveis não levarem a sério a educação que proporcionam aos filhos e os impedirem de desbravar o mundo e se socializar. 

Ou seja, a culpa não é da maneira que são ensinados mas sim dos seus educadores.

futurismo
Você sabe as habilidades que você precisa desenvolver para o futuro?
WEBSÉRIE ONLINE & 100% GRATUITA
ASSISTIR AGORA
seus dados estão seguros
CONTEÚDO PREMIUM
Como você se preparou para educar seus filhos?

Aprenda a desenvolver e incentivar a criatividade natural das nossas crianças.

crianças criativa
Valeu por se cadastrar, tenha uma boa leitura!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
logo tecnicas de criatividade
Criatividade é um processo.

É possível através de técnicas simples resolver qualquer problema ou desafio de forma criativa e inovadora.

criatividade 9 dicastesouro
9 Dicas práticas e divertidas para você ser mais criativo
seus dados estão seguros
Massa! Obrigado pelo seu cadastro.
Oops! Something went wrong while submitting the form.
eBook gratuito
As escolas matam
a aprendizagem?
batman correndo
nuvemnuvemnuvem
EBOOK PREMIUM

O que a esteira rolante, o cinto do batman e a cauda longa podem nos ensinar sobre a aprendizagem?

Massa! Fizemos com carinho esse conteúdo rpa você.
Oops! Something went wrong while submitting the form.
logo keep learning school
QUER APRENDER AINDA HOJE SEM GASTAR NADA?

Dá uma olhada na degustação grátis dos cursos da Keep Learning School

ACESSAR DEGUSTAÇÃO

“A única forma eficiente de ensino é a da escola”

Poucas coisas podem ser afirmadas com certeza quando se fala sobre educação de crianças, até mesmo neste texto nada é verdade absoluta, e isso vale para a crença de que somente a escola pode ensinar também.

É mais cômodo delegar para a escola a responsabilidade de fornecer conhecimento para os pequenos do que ir atrás de novas formas para fazer isso em casa, afinal estamos acostumados com a ideia de terceirizar o ensino.

Claro que têm excelentes instituições de ensino que prestam apoio aos pequenos sem censurar suas ideias ou criam novas formas de ensinar para ajudá-los, mas nem todas são assim.

Existem muitas formas de aprendizado e vão muito além do quadro negro das escolas ou na aplicação de provas, essas formas são através da experimentação, podendo ser ensinadas na escola ou em casa.

Experimentação nada mais é do ensinar através do experimento, levar os conceitos das matérias de humanas, exatas e biológicas para o mundo da criança. Por que acha que todo professor de matemática ao ensinar frações dá o exemplo da pizza? Simples, isso é algo que faz parte do mundo de conhecimento de todos e facilita na hora de fixar o conhecimento na mente do aluno.

O ensino domiciliar oferece a possibilidade de individualizar os exemplos para aquilo que a criança já experimenta no seu dia-a-dia.

HQs do homem de ferro e lápis de cor de crianças
A criança gosta de super-heróis? Pense em como ela ia se divertir aprendendo com exemplos dos personagens.

Então, qual é o correto?

Crianças lendo

Não há resposta correta para essa pergunta, como dito antes muito vem sendo debatido sobre e separa ideias até de especialistas.

A educação infantil é algo tão complexo, que me faz crer que não teremos a resposta absoluta para essa questão por bom tempo. É necessário explorar possibilidades antes disso e atualizar o software mental de muita gente por aí.

No Brasil, por exemplo, o ensino domiciliar não é visto com bons olhos. O Estatuto da Criança e do Adolescente e a Constituição tornam obrigatória a matrícula na rede regular de ensino, penalizando os pais e responsáveis como negligentes pelo não-comprimento dessa cláusula.

Mesmo assim o crescimento dessa modalidade de ensino vem surpreendendo e não dá sinais de parar tão cedo.

A escola é uma grande experiência de socialização, mas não a única.

Tem opiniões sobre o assunto e quer compartilhar? Pode mandar o seu comentário com dicas, sugestões e experiências.

E se você gosta de assuntos voltados a educação de crianças, recomendo que ouça o Guncast. Lá sempre tem algumas sacadas bem bacanas sobre o tema, além de experiências bem divertidas 😉.

Aqui no blog também falamos bastante sobre a criação de crianças criativas usando como base o curso de Reaprendizagem Criativa.

Tem alguma experiência legal para compartilhar conosco? Pode mandar.

Homeschooling: o que não te disseram sobre ensino domiciliar
Nat Almeida

Oi sou a Natália, uma futura publicitária metida a escritora viciada em sorvete de flocos e aleatoriedades. Escrevo para o blog da Keep e algumas histórias de ficção sobre as quais nunca irei falar hahaha. Espero que goste do conteúdo e acompanhe o blog.

Curtiu? Compartilhe com seus amigos!